domingo, 21 de julho de 2019
75 8846-8150
Educação

13/06/2019 às 00h11

49

Rodrigo Mario

Valança / BA

Professores da Uneb encerram greve após acordo com governo
Professores da Uneb encerram greve após acordo com governo
Professores da Uneb encerram greve após acordo com governo

Professores da Uneb encerram greve após acordo com governo


A paralisação de mais de dois meses garantiu centenas de promoções; aulas devem retornar na segunda-feira (17)


Redação


 



 


Foto: Divulgação/Aduneb
Foto: Divulgação/Aduneb


 


A categoria docente da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) aprovou o término da greve na tarde desta quarta-feira (12). Contudo, afirmou que continuará em mobilização para acompanhar as negociações que ocorrerão na mesa permanente conquistada junto ao governo do estado. As aulas deverão ser retomadas na segunda-feira (17).


A decisão dos professores ocorreu durante a assembleia realizada no campus de Salvador. A paralisação que durou 65 dias, e, além da mesa permanente, garantiu promoções e orçamento para investimento nas universidades estaduais da Bahia.


A assembleia aprovou a assinatura do acordo, desde que o documento contenha os termos presentes na ata de reunião, realizada no último dia 10 na Secretaria Estadual da Educação, entre o Fórum das ADs e o governo.


O texto apresenta três conquistas: as primeiras duas são de até 900 promoções docentes e a liberação imediata de R$ 36 milhões para investimento às estaduais baianas. Já o terceiro ponto é a mesa permanente de negociação, que deverá ocorrer até o final do governo Rui Costa.


A expectativa do Movimento Docente é que sejam debatidos os demais itens da pauta não atendidos de imediato, a exemplo da implementação das Dedicações Exclusivas, das passagens docentes e das garantias ao Estatuto do Magistério Superior.


Os diálogos deverão começar em até 72h após o término da greve e deverão ter a participação das secretarias da Educação, Administração, Fazenda e Relações Institucionais.


Salários cortados – Quanto à devolução dos salários cortados, segundo a ata da reunião, o Estado pagará o vencimento integral do mês de junho. Após a apresentação do plano de reposição das aulas, o mês de maio será pago junto com julho.


Na sequência serão pagos os dias do mês de abril. Contudo, o pagamento parcelado dos salários atrasados é ponto de descontentamento na categoria, que ainda tentará negociar melhor maneira de receber os vencimentos.


 





PUBLICIDADE


FONTE: bahia ba

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Big Brother Brasil

Big Brother Brasil

Blog/coluna Tudo sobre a casa mais vigiada do Brasil em um só lugar!
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Contador de visitas